Mundo pefeito

segunda-feira, 21 de novembro de 2005


O mundo...
Egoista, ambicioso, materialista...
Em que cada sonho se encontra perdido,
Em que cada fio de esperança se parte...
O próprio Homem está desiludido.

O meu mundo...
Em que cada homem é uma casa,
Em que cada pessoa é um amigo,
Em que de cada sorriso nasce um anjo,
Em que se revela o desejo escondido...

Abro as asas,
Posso voar,
Para junto do Sol,
Para junto do luar...

Posso fazer tudo,
Estou preenchida...
porque sei o que é Amar...

1 Disseram...:

Paula Raposo disse...

Está lindo este poema!! É verdade. Quando se ama ficamos, realmente, preenchidos...Beijinhos, bom fim de semana