Bill Gates

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2006

Ontem ouvi a reportagem que o Senhor Bill Gates deu à RTP. Já tinha uma ideia sobre a sua personalidade, mas ontem fiquei ainda mais certo das minhas convicções.
Ele pode realmente ser muito mau, muito manipulador e querer o monopólio da informática nas suas mãos, como muitos o acusam. No entanto, a mim, pareceume ser uma boa pessoa, importada com o próximo, que gosta de ajudar sem que isso seja para ele uma forma de se auto-publicitar...
Pareceu-me que aquela vontade de ajudar lhe vem mesmo de dentro, do fundo.
Para tudo na vida é preciso ter sorte, e ele, reconheceu que teve sorte, mas para além disso eu acrescentaria, para termos sorte é preciso arriscar no momento certo e não olhar para trás.
Bill Gates, para se dedicar à sua causa, ao seu prjecto, ao seu sonho, deixou um curso para trás, abandonou a faculdade mais famosa dos EUA, porque ele acreditava em si. Não deve ter sido fácil, mas fê-lo!
A frase que mais me marcou na entrvista toda foi quando a Judite de Sousa lhe perguntou como ele lidava com a fama, ao que ele respondeu: "nos locais onde passo mais tempo (em países de 3º mundo) ninguém sabe quem eu sou, quão rico eu sou, nem que sou famoso, para eles sou apenas mais um..."
É de facto extraordinária a sua maneira de ver as coisas, o mundo e o dinheiro...

5 Disseram...:

Marco J P Cabral disse...

Mas não foi a Judite de Sousa a entrevistadora????
Um abraço!

Catarino disse...

Obrigado pelo reparo, enganei-me realmente no nome...
Sim, o convite ainda está de pé...
Abc amigo...

Paula Raposo disse...

Não ouvi a entrevista. Mas penso que se outros com dinheiro fizessem um pouco do que ele faz, talvez as coisas não fossem tão péssimas! Beijos. Bom fim de semana.

Anónimo disse...

Não tenhas medo!!!!! d'Abraço

WILL ROCK YOU disse...

O negócio é não se intimidar como mundo e correr atrás daquilo que vc acha correto; correr atrás de seus sonhos!!
Bill Gates fez isso e hoje é o que é!!
À luta!!!