Silêncio

sexta-feira, 15 de setembro de 2006


O que chamar ao silêncio???
Uma forma de comunicar???
Uma forma de sofrer???
Uma maneira de estar???
Um estado de espírito???
Uma forma de chamar a atenção???
Uma maneira de se encarar a vida???
Uma maneira de amar???
Uma maneira de partilhar???
Uma forma de encontrar e estar com Deus???
Não sei a resposta, mas acho que qualquer uma das definições dadas anteriormente se coadunam com o silêncio.
De facto, numa das suas definições é: ausência de ruído. Mas será só isso, unica e simplesmente a ausência de ruido??? Se atentarmos bem, na vida prática o silêncio é muito mais do que isso, regressando assim ás minhas interrogações iniciais...
Vou abordar aquleas que para mim considero mais importante e mais belas neste silêncio rico em frutos....
Se virmos o silêncio como uma forma de estar, pode ser como protecção, uma forma de nos protegermos dos outros, para que eles não ulizem as nossas palavras contra nós; ou então um silêncio continuo poruqe não sabe fazer uso das palavras; há aindao silêncio das pessoas que são caladas por natureza...
Há o silêncio ocasional, quando ficamos sem palavras (por surpresa, ou por tristeza e desilusão), quando ficamos afónicos com os nervos, ou mesmo quando não sabemos o que dizer em certa ou determinada altura (o exemplo mais forte: quando morre alguém a uma pessoaque nos é muito querida).
Há o silêncio intrigante, quando guardamos qualquer coisa que não podemos transmitir, um segredo...
Mas as formas mais belas do silêncio, aquelas que me fazem gostar tanto do silêncio são duas:
O silêncio de dois amantes, em que não há palavras para se dizer o quanto se gosta da outra pessoa, e então o olhar silencioso transmite o amor e o sentimento existente entre aquele dois corações; aquele silêncio que não é incomodativo, que se procura até, e se prolonga por um tempo indefinido, sem que isso seja sinal de preocupação para qualquer um dos dois.
O outro silêncio é o da relação Homem/Deus, que em tudo está relacionado com o anterior. É através deste silêncio que o Homem chega a Deus, que deixa Ele falar no seu coração, abrir-lhe as portas e instalar-se lá dentro. Mas para isso é preciso que o homem esteja disposto a aceitá-Lo em seu coração e para isso estar disposto a fazer silêncio (não é deixar de falar ou fazer barulho), é o silêncio verdadeiro, o silêncio do coração, sem inquietações nem preocupações, é assim que se chega a Deus. Há uma música que diz: "No silêncio habita Deus" e é verdade...
Esta é a minha forma de ver o silêncio...

6 Disseram...:

Belzebu disse...

Seja muito bem-vindo ao nosso convivio!!!!

Espero que não haja mais silêncio neste blog!!!

E nada melhor para o regresso, que uma interessante visão do silencio!

Saudações infernais!!!

Ludwig disse...

O silência é direito de todos os que o pretendam.

Paula Raposo disse...

Gostei deste post! Eu que tantas vezes falo do silêncio e das palavras que silencio. Beijos, bom fim de semana.

Para ti disse...

O silêncio é um pouco de tudo o que falas.
Pode ser algo que se odeia, ou que se adora, algo nefasto ou algo precioso...
É algo que tem mts vertentes..
Para ti, fica um beijo sonoro :)

Alien David Sousa disse...

O silêncio é uma escolha para nos abstrairmos do mundo que nos rodeia e recarregar baterias.

Carmen disse...

Desde que me conheço, o silêncio faz parte de mim e é nesse silêncio que guardo muitos dos meus segredos...
Há momentos em que o silêncio me consome...o facto de não ser capaz de dizer ou partilhar algo meu com alguém. Mas também te posso dizer que o silêncio pode ser mais que um mero silêncio...um gesto,um olhar...pode significar muito.
Beijinhos