Luta dentro de mim

quarta-feira, 12 de março de 2008



Queria ser poeta.
Sonhava ser escritor.
Anseio ter a liberdade de me levantar a meio da noite e escrever os meus sonhos.
Quero pôr no papel o que me vai na alma. Mas não posso, não sei, não consigo.
Ainda hei-de um dia escrever o que sonho e sonhar o que escrevo.
Então, aí sim, aí serei poeta e escritor.
Aí sim, a minha vida será a minha escrita e a minha escrita será, realmente a minha vida...

8 Disseram...:

Mocho-Real disse...

A escrever assim vai lá, meu amigo, está já com os portões à vista, garanto-lhe.

Um abraço e parabéns.

Jorge G.

Catarino disse...

Estão à vista, mas é pelo facto de a estrada que a eles conduz ser em linha recta, haver uma boa luminosidade, e a minha visão ainda estar relativamente boa... Porque de facto, ainda me falta caminhar bastante...
Abraço e obrigado, conituar-me-ei a esforçar por alcançar alguns dos meus objectivos....

Paulo disse...

Excelentes palavras. Poderás não ser escritor ou poeta mas, nesta palavras misturaste ambas as coisas. Só te falta, teres um filho e plantar uma árvore. Bom fim de semana.

Mocho-Real disse...

Na sua resposta está o correcto caminho; a humildade e inteligência de saber que há ainda etapas por cumprir.

As maiores felicidades.

Um abraço.
Jorge G.

A Flôr disse...

Oi Catarino :)

As "marcas" que deixarmos... aquilo que "escrevermos"... é que farão a nossa vida.....

Gostei do novo visual do Teu canto, será que é desta que regressas com assiduidade? :)

Por favor, nas tuas orações pede a Deus pela minha amiga Isabel que não está nada bem. A Palavra de Deus diz para orarmos uns pelos outros e eu creio no poder da oração. Obrigado e tem um excelente domingo, Amigo! :D

Flor

Catarino disse...

Paulo:
Já plantei até mais que uma árvore...
O que quer dizer que só já falta uma das coisas, que pela vida que estou a optar, não será possível (pelo menos de sangue)...
De qualquer forma, parece que estou no bom caminho...
HIHIHi
Abraço

Catarino disse...

Flor...
Tal como te disse, sim, ela e tu estais nas minhas orações... Podem ser fracas (as orações), mas estais lá...
Ainda bem que gostaste do novo visual...
E sim, em princípio é para regressar com assiduidade...
Beijo

Pe. Vítor Magalhães disse...

Está bonito!