Presidenciais

quarta-feira, 18 de janeiro de 2006

Eu bem que não queria, mas lá tem de ser...
Pois é, estamos quase no fim da campanha, e na recta final, as coisas continuam-se a esclarecer mais, para um lado do que para o outro.
Vejamos:
Cavaco, sente e sabe que a vitória já não escapa e cada vez tem mais a certeza que não precisará de ir à segunda volta.
Alegre, já admite que o confronto, o verdadeiro, será entre ele e Cavaco. No entanto não sei se será como ele diz, na segunda volta. A confirmar-se no dia 22 de Janeiro, o segundo lugar de Alegre, o PS deve ficar com uma enorme pedra no sapto, para não dizer outra coisa, é que se isto acontecer, confirma-se que o PS cometeu um erro histórico.
Quanto a Soares, parece, que ainda não caiu das nuvens apesar do cansaço evidente, que a cada dia de campanha que passa se torna mais visivel no seu rosto, e continua a pensar que irá ganahar estas eleições.
Já com Jerónimo de Sousa, o caso é diferente, apesar de saber que não ganha, continua na corrida. Porquê? ainda ninguém me conseguiu explicar isso a não ser pelos tão desejados 5% dos votos, que dão qualquer coisa como o euqivalente a 10 000 (!) salários mínimos.
Quanto à candidatura de Garcia Pereira, é de louvar! Sem dúvida um homem de coragem, um ilustre desconhecido, mas que não passa disso.
Por último quero dar uma palavra acerca de Frncisco Louçã: ........................................................
Não encontrei nenhuma. É verdade, o homem até fala mais ao menos, o problema é contardizer-se tanto. Outro dos seus problemas é que não deve conhecer aquele ditado que diz:Pela boca morre o peixe. É que em campanha diz-se uma coisa, mas depois, na oposição (no parlamento) faz-se outra...
E o mesmo que disse acerca da candidatura de Jerónimo de Sousa se aplica a ele, porque não desiste em favor da união da esquerda???
Toda a esquerda desde o início se uniu contra Cavaco Silva, no entanto, nenhum desistiu em prol de outro para derrotarem o Professor. Pois, é, uma coisa é dizer outra é fazer.
De todos os candidatos o que mais me tem surpreendido, é sem dúvida Manuel Alegre, mas aquele em quem mais confio continua a ser Cavaco Silva...
Que me desculpe quem não pensa como eu, mas pode sempre comentar e rebater a minha ideia...

4 Disseram...:

Paula Raposo disse...

Claro que as opiniões dividem-se, cada um tem a sua opção. Todos lutamos pelo nosso candidato, seja lá quem ele for!! Beijinhos para ti

funxinha disse...

as frequências correram +-, só a ultima e que correu muito mal:(...é claro qu agora vou apareçer mais vezes:::)quanto as presidencias ainda nem sei em quem votar, uma coisa é certa no Mário Soares não vai ser:(beijos fica bem

menina graça disse...

Bom, vá lá, este tema merece comentário a sério. Eu voto sempre à esquerda, pelo que nunca votaria em Cavaco. Más lembranças, um projecto que não tem nada a ver comigo. Sem dúvida que o PS cometeu um erro histórico. Já passou o "tempo histórico" de Mário Soares. Manuel Alegre podia ter feito uma melhor campanha, mas ainda assim é o que mais me motiva. Louçã fez uma muito boa campanha, tu é que obviamente não gostas do BE. :) E Garcia Pereira não é um ilustre desconhecido. É até o bem conhecido dirigente do MRPP, assim como um advogado de renome. E também tem feito, ao seu nível, uma boa campanha.
Concordo que a esquerda vai, provavelmente, dar a vitóris a Cavaco. Mas a divisão tem raizes profundas...

Patrícia Chaparrínho disse...

Eu detesto política, e além de detestar não entendo e não entendo porque não me interesso, se calhar por isso detesto. Looool!!!! Mas passei aqui para deixar um beijinho.