Expectativas defraudadas=tristeza

sábado, 13 de janeiro de 2007


Estou triste!
Estou desiludido!
Quando pensava que as pessoas em quem confiava eram o meu apoio, acabaram por ser a minha desilusão!
Por vezes dizemos ou escrevemos coisas sem pensar nas consequências que isso, possa ter para quem nos ouve ou lê.
Nunca vos aconteceu, que ao ler um artigo de uma pessoa conhecida, de quem esperamos que venham boas novas, afinal o que sai é um conjunto de desilusões, de tristezas, de expectativas defraudadas!
Doeu-me ao ler um artigo, esta semana, num jornal, pois acho que quem o escreveu, se esqueceu de interpretar as suas palavras do lado de quem as lê, do meu lado, do nosso lado.
Há muitas coisas, que pelo nosso estatuto, pelos cargos que ocupamos, devemos não pensar duas, mas sim três vezes antes de os escrevermos.
Não pretendo com este post mudar a forma das pessoas pensarem. Pretendo apenas dar um eco, uma ressonância do peso das nossas palavras. É que muitas vezes esquecemo-nos desse peso e dizemos o que queremos e pensamos se nos lembrar que quem nos lê podia ter em nós uma referência, que com as nossas palavras se vai perdendo…
Estou triste e desiludido, e assim continuarei, pelo menos enquanto me lembrar desse artigo que li e da dor que me ia consumindo à medida que me aproximava do final.
Desculpem, foi um desabafo, que provavelmente para vós não dirá muito (ou sim)…

34 Disseram...:

Anónimo disse...

Então Amigo?!! Que tristeza essa,... alguma coisa correu como não esperavas,...

Catarino disse...

Ola meu amigo...
Sim e não...
Não foi nada de pessoal, mas acabou por mexer comigo...
Mas disso já falamos não foi...
Um abraço meu grande amigo e obrigado pela preocupação...

Estrela polar disse...

Também senti alguma tristeza ao ler esse artigo. Acho que é o artigo que eu estou a pensar!Nunca pensei em existir alguém tão fraco que pensa num tradicionalismo exacerbado e aniquila o esforço diário de tantas pessoas que tentam dar alguma dignidade e condições ao interior de Portugal. Espero que estas palavras sejam como aquelas que o vento leva.

Belzebu disse...

Desiludo-me e iludo-me constantemente com as pessoas. Se calhar é essa caracteristica que me faz apostar nas relações incondicionalmente, mas sempre consciente que são efémeras! Saber lidar com isso é que não é fácil mas quando se consegue, é mágico!

Saudações infernais!

Catarino disse...

Sim é o artigo que estas a pensar...
Não podia ficar indiferente a tal artigo...
Abraço...

Belzebu, obrigado pela tua reflexão,interessante como sempre...

disse...

Pois, pois... muita tinta se vai gastar à conta desse artigo!

"Quando pensava que as pessoas em quem confiava eram o meu apoio, acabaram por ser a minha desilusão!"

As pessoas que nos desiludem são sempre aquelas que alguma vez nos iludiram!!!

Anda por aí muita gente, por incrivel que pareça, ainda iludida com a coisa!

Aqui só para nós...: Se formos a ver bem as coisas... não há condições!!!

Abraço

Paula Raposo disse...

Não sei a que artigo te referes, mas, as desilusões fazem mesmo parte da vida. Beijinhos.

elsa nyny disse...

Ohhhh!
Não te quero triste, não!!!
Já passou!!!
Agora é hora de voltar a sorrir!!!
experimenta vais ver que não custa nada!!!


beijinhos!!!


:))

Santo Herege disse...

Então amigão???
Que se passa??
Parece que estou fora de jogo...
Quantos são, quantos são???

...
Sabes uma coisa???

A vida dá-nos muitas chapaditas... mas vais ver que por cada chapada que levamos é minuto que ganhamos... sabes porkê???
Porque nos acorda!!!
~
Não estou dentro do assunto... Mas... espero estar dentro em breve!!!

Só espero que não seja pelas minhas heresias!!!!
Heheheheh

Força aí amigo...

Alien David Sousa disse...

Catarino amigo, deixa-me que te diga uma coisa:são geralmente as pessoas que usam as palavras mais bonitas que se revelam serem as mais falsas. E porquê? Porque usar as palavras é fácil, o dificil é demonstrar com actos. Mas verdadeiros, isto é; daqueles em que não se diz nada, apenas se demonstra.
Tens de aprender a não depositar demasiada confiança nas palavras que saem da boca ou dos computadores das pessoas, porque as palavras podem ter para ti um significado e para elas serem meras palavras ocas disfarçadas de grandes actos. Entendes?
Não sei quem te desiludiu, qual foi o artigo. Mas, eu costumo dizer que em 1 grande pessoa existem cem pessoas de merda. Temos de aprender a confiar mais nos nossos instintos e não deixar que as que não prestam nos preguem rasteiras.
Por isto, levanta a cabeça. E diz: não volto a cair numa igual!

Beijos grandes
p.s são estas lições que nos fazem crescer

Anónimo disse...

Catarino... fiquei triste ao "sentir-te" triste! ):

Na vida, serão muitas as desilusões que teremos.... serão muitos os dissabores..... mas, temos que ter bom ânimo e prosseguir em frente.... sempre lembrando que as acções ficam para quem as pratica!!!

Um dia mais luminoso e cheio de boa disposição, são os votos da amiga Flor :D

(Para quando uma visita tua ao meu jardim?)

elsa nyny disse...

Amigo!!!

Passei para te dar uns miminhos!!!

Espero que fiques bem depresssa!!!


beijinhos do coração!!!

:))

Diabólica disse...

Amigo Catarino,

Revejo-me muitíssimo no que acabas-te de escrever. Cada vez mais, hoje em dia, não há respeito pelos outros, pelos seus sentimentos, pela sua dor e pela sua forma de estar na vida.

É muito triste que assim seja, eu para tu teres noção de que não és a única pessoa a sentir-se ultrajado e magoado, confesso-te que já não é a primeira vez que dou comigo a chorar com coisas que leio ou que oiço.

Se tiveres disponibilidade, vai à minha "casa" e lê o meu último post.

Acho que vai de encontro àquilo a que te referes.

Beijinhos e tem calma, há pessoas que não prestam mesmo.

Mas, pensa que ainda há pessoas
boas.

Bjo.

Anónimo disse...

Não estarão a cometer uma injustiça? Não sei do que se trata, mas já falaram com a pessoa em causa?
Não julgueis e não sereis julgados, ouvimoz dizer.
Não fica bem usar este tipo de insinuações. Será que estão a dar ao acusado a oportunidade de se justificar, de se defender?

Anónimo disse...

Amigos, tende cuidado com o que escreveis.
Quer-me parecer que este texto e estes comentários ainda podem trazer consequências nada agradáveis para vós.
Algumas palavras usadas por alguns comentários são demasiado fortes. Cuidado! Vede lá!

Anónimo disse...

Passei pelo teu blog e desta vez fiquei decepcionado. Sei perfeitamente do que falas e de quem falas.
Desta vez não estou de acordo contigo. Dizes que foste iludido?
Mas a pessoa que tu pões em causa nunca ocultou o que pensava a este respeito. Mesmo assim, tem estado ao serviço da instituição.
Estás a falar de uma pessoa que te deve merecer o maior respeito.
Depois, os comentários que o teu texto suscitou também não me parecem nada correctos. Alguns descambam mesmo para a ofensa.
Chamar «fraco» e «a coisa» (!!!) alguém que, ainda recentemente, recebeu a nota máxima no seu exame de doutoramento? Não achais isso demasiado arrogante? Que autoridade temos nós para falar de uma pessoa que sempre nos ajudou?
A propósito, já procurastes esclarecer as vossas inquietações sobre o artigo com ele?
Que eu saiba, ele nunca se negou a qualquer diálogo.
E, depois, tem algum mal defender pontos de vista?
Tu também avisaste a pessoa em causa do que ias escrever sobre ele?
Não achas que ele tem o mérito de trazer para o âmbito eclesial o que tem estado em esferas muito restritas?
A mim faz-me sempre muita confusão que se fale de quem não está presente para se defender.
Abraço.

Eremita disse...

É a primeira visito a sua "janela".
Compreendo que a tristeza tal como alegria façam parte do nosso coração.Só o tempo ajuda apagar as mágoas.Aquele que sabe ser amigo compreende.

Inexitah disse...

partilho a mesma desilusao

:|

Márcia. disse...

Digam-me,qual é a ideia de se escrever um comentário, sem o assinar? acham também isso correcto,ou até mesmo justo ? Ninguém tem o direito de julgar ningém.
O que o Catarino fez, foi demostar o seu desagrado em relação a algo, ele decidiu escrever um texto no qual desabafou, e demostrou o q estava a sentir. e agora, pergunto; tem algo de errado, alguém exprimir os seus sentimentos? Para quê esconder o q se sente, se na realidade é o q o coração sente.Se ele ficou realmente desiludido,porquê não dize-lo? Deixem o resto cm ele, e a pessoa em causa. Ele sabe o que faz! Vale mesmo a pena, arranjar conflitos, ou até mesmo perder amizades por isto?
sejam conscientes.
Não estou aqui para defender ninguém, e perdoa-me se não devia ter comentado, mas tal como alguns dos teus comentários anonimos(que até concordo cm certos pontos), eu também não gosto que se cometam injustiças. Ainda mais quando um comnetário nem nome tem, acho que ao faze-lo, perdem toda a razão. eu considero isso um acto cobarde, desculpem, mas a realidade é esta.
Desculpa-me mais uma vez, não estou a defender-te, estou sim a defender os ideais em que acredito. E, mais uma vez, não julguem ninguém sim ? Nós não somos ninguém para o fazer. Este tipo de situações só gera mau ambiente, e a situações desagardáveis.

Catarino disse...

Quero primeiramente fazer um comunicado:
Ora cá vai:
Meus amigos, eu não sou responsável pelos comentários, como devem supor e comprovaram através deste post eu não selecciono os meus comentários, tenham eles coisas agradáveis ou não.
Quanto às consequencias que este post me possa trazer, não tenho medo...Quando digo a verdade, quando falo o que sinto o que posso temer?? Eu postei este texto conscientemente e não como forma de reagir a quente ao que quer que seja....
Não foi para me evidenciar que o pus, apenas quis partilhar o que sinto com quem me lê...
Quanto ao autor do artigo não estar por cá para se defender, não sei se está ou não, o certo é que não o fez, mas também não era essa a minha intensão...Não me referi a ninguém em concreto, apesar de muita ente saber perfeitamente a quem me refiro...
Meus senhores que estão aí com tanta moralidade a defender a dita pessoa (por quem como já referi tenho admiração e estima) lembrem-se que muitos dos que comentam este blog, não sabem quem é a pessoa e referem-se aquilo que pensam, ah, e também é preciso notar, se se ler atentamente, que este post encaixa em muita gente, muitos se sentem identificados comigo, apesar de não ser a mesma situação....
Tal como disse, é uma opinião pessoal...Não tenho medo das ameaças ou consequências...

Catarino disse...

Agora vocês, meus amigos....
Né, obrigado pela tua partilha, parece que tam,bém foste alvo das críticas...Mas, para o que estamos???Abraço...

Paula aquele beijo...

Elsa, Obrigado pelos teus comentários... E já passou...Obrigado também pela preocupação...

Meu amigo, Santo (Herege tenho as minhas dúvidas) São coisas cá de nós...
Um dia com calma se teexplicarão essas coisas...
Ah, não te preocupes, continua com as tuas heresias, porque eu não fico triste de as ler...

Alien, parece que os papeis se inverteram...
Grande lição que me deste...
Brigado...

Flor, uma visita para breve, está prometido, mas agora estou em exames e só venho à net mt pouco tempo...
Beijo grande..

Diabólica, como sempre os teus comentários são um mimo...
O mesmo que disse para a Flor, eu vou tentar passar por lá, mas isto esta muito apertado...Ma eu passo..
Beijo

Eremita, o meu próximo post fala sobre o Amigo...
leia, acho que vale a pena...
abraço e volte mais vezes....

inexitah obrigao pelo comentário...Espero ler mais comentários teus...
Beijo


Marcia, obrigado pelo teu comentário...
Claro que não vou apagá-lo....
Obrigado também pela tua preocupação...
És uma querida...a Sério...
Beijo grande...

Catarino disse...

Agora vocês, meus amigos....
Né, obrigado pela tua partilha, parece que tam,bém foste alvo das críticas...Mas, para o que estamos???Abraço...

Paula aquele beijo...

Elsa, Obrigado pelos teus comentários... E já passou...Obrigado também pela preocupação...

Meu amigo, Santo (Herege tenho as minhas dúvidas) São coisas cá de nós...
Um dia com calma se teexplicarão essas coisas...
Ah, não te preocupes, continua com as tuas heresias, porque eu não fico triste de as ler...

Alien, parece que os papeis se inverteram...
Grande lição que me deste...
Brigado...

Flor, uma visita para breve, está prometido, mas agora estou em exames e só venho à net mt pouco tempo...
Beijo grande..

Diabólica, como sempre os teus comentários são um mimo...
O mesmo que disse para a Flor, eu vou tentar passar por lá, mas isto esta muito apertado...Ma eu passo..
Beijo

Eremita, o meu próximo post fala sobre o Amigo...
leia, acho que vale a pena...
abraço e volte mais vezes....

inexitah obrigao pelo comentário...Espero ler mais comentários teus...
Beijo


Marcia, obrigado pelo teu comentário...
Claro que não vou apagá-lo....
Obrigado também pela tua preocupação...
És uma querida...a Sério...
Beijo grande...

Catarino disse...

Caríssimos anónimos...
Presumo pelos comentários que me conheceis....E, se me conheceis, sasbeis como eu sou....E, se sabeis como eu sou, sabeis que não tenho medo...E, se sabeis que eu não tenho medo, também sabeis que eu não me escondo sob uma capa, eu assino-me e digo que sou e o que penso, sabendo que isso possa ter consequências...
Algum de vós me perguntava se a pessoa em causa tinha conhecimento do post!Ora aí está uma boa coisa para fazerds, informar a pessoa em causa que tem um post acerca da sua entrevista. Será uma obra de caridade que fazeis, no entanto pelo que eu sei pelo meu contador de visitas, provavelmente a pessoa em causa já leu o post e já sabe do que eu pensa acerca da entrevista...
Caros amigos, eu sei o que faço e faço o que sinto vontade de fazer...Não gosto de me recalcar e ficar a pensar no que podia ter feito e não fiz...
Não está em causa as qualidades deste Senhor, que é um Senhor pelas suas qualidades e capacidades intelectuais...O que está aqui em causa é que todos somos uma comunidade e como tal não PODEMOS, dizer o que pensamos e não pensar nos outros... Isso cria instabilidade, cria divisão... E nós pretendemos é união e comunhão...
Percebeis agora o porque da minha tristeza???
Há coisas que não devemos dizer para bem da comunhão entra a comunidade...Sa porventura já ela não é completa, com estas achas para a fogueira ainda piora...
Acho que já tedes a explicação que procuraveis, quer no comunicado geral que nesta vossa resposta directa e pessoal.
Era bom que pudesses ter assinado, ou então que me dissesses isso a mim pessoalmente e assim eu poder-vos-ia expor estas minhas razões para a escrita deste post pessoalmente...
Estou completamente disponível para prestar "declarações"...lool
A sério, se tedes aluma dúvida eu quero que me digais, que chegueis ao pé de mim e me digais o que vos inquieta...
Sem mais por agora, me despeço, com um grande Abraço...

Márciaaa :) disse...

Fico feliz por saber que parte do que eu disse, também te chamou a ti à atenção. Mais uma vez demostras-te ter personalidade com a tua resposta. É um orgulho para mim, ter-te como amigo:D
^^

Anónimo disse...

Um Abraço de conforto[]

Anónimo disse...

tanta vitimização e, afinal, a vítima ainda nada disse; ele falou sobre um tema; vós falais sobre o seu autor; será que já o informastes do que andais a escrever sobre ele?
Isto é para ti, Catarino, para ti, Nelson e para ti Júlio.
Se achais correcto o que fazeis, continuai. Mas, ao menos, não vos façais de vítimas.
Só que me custa que tenhais escolhido um alvo que jamais vos irá responder na mesma moeda. Defende as suas ideias, mas jamais ofende alguém.

Anónimo disse...

É algum mal apresentar o seminário como mais importante que o instituto? Mas não é a Igreja que vai no mesmo sentido?
O autor do artigo fez uma exposiçao serena sobre o que pensa num momento em que o ensino da Teologia está em discussão.
Apesar das reservas que expôs, é ele que se tem batido para que o Instituto continue a oferecer graus académicos.
Quem o tem apoiado?
Não fica bem a nós, alunos, elaborarmos uma moção de apoio aos esforços dele?
Caros amigos, estamos a ser injustos para com uma pessoa irrepreensível.
Estais a atacar quem sempre prima pela correcção. Se fosse uma pessoa violenta e irascível, talvez fosseis mais tolerantes, mais elogiosos. Mas, como é uma pessoa contida e educada, bateis-lhe em cima.
Assim, não vamos a lado nenhum.

Márcia sem medo, aquela que assina sempre e não é cobarde:P disse...

Usuário infantil,sim,talvez,mas talvez assim, se practiquem por aqui ACTOS mais CONSCIENTES e ADULTOS tb:P:P Fico triste por saber que tanto as tuas palavras como as minhas, tenham sido como palavras vazias para muitos, enfim:| é realmente impressionante, e triste tb:( nem sei que dizer, só espero que consigas superar tudo isto cm a força e garra q caracteriza a tua pessoa. sinceramente, pergunto-me como são capazes. será que até eu te conheço melhor? desculpa, mas isto é mesmo revoltante, e tão injusto! Força sim ? Estou aqui para tudo:D *

Catarino disse...

1º anónimo, se não sabes do que falas talvez seja melhor não dizeres mesmo nada...
Sim já o informei, eu disse e repito...NÃO falo nas costas, NÃO escondo o que penso...NÃO ME ESCONDO ATRÁS DE UM COMPUTADOR OU DE UMA IDENTIDADE OCULTA, PARA DIZER O QUE PENSO...
SE A "VÍTIMA" COMO TU CHAMAS, NADA DISSE É PORQUE NÃO LHE APRAZ DIZER NADA, NÃO POR NÃO SABER QUE ESTE TEXTO NÃO ESTÁ CÁ...
ANÓNIMO 2: MEU CARO AMIGO, EU NÃO LHE ESTOU A BATER EM CIMA, (COMO TU DIZES, QUE EU NÃO ME IDENTIFICO) APENAS ESTOU A POR POR ESCRITO A MINHA OPINIÃO ACERCA DE UM ARTIGO QUE ELE ESCREVEU...A MIM TOCOU-ME PESSOALMENTE E POR ISSO FIQUEI TRISTE E DESCONTENTE, NUNCA RELATIVIZEI O VALOR INTELECTUAL DA PESSOA EM CAUSA, APENAS AQUILO QUE ELE ESCREVEU NUM ARTIGO DE JORNAL PÚBLICO....
AH, E TENTAI ASSINAR S VOSSOS COMENTÁRIOS, É MAIS FÁCIL PARA ME DIRIGIR DIRECTAMENTE A VÓS....
ABRAÇO. FRATERNOS DE COMPREENSÃO E AMIZADE....

Catarino disse...

PS: para os anónimos, talvez não saibam! Para se assinar, basta escolher a opção, outro e escrever o nome no primeiro parâmetro, depois o segundo não é necessário...
Abraço...

disse...

Isto sim foi um post!
Parabens Catarino!
Pena é que passem por aqui muitos anônimos e se envergonhem daquilo que escrevem!

Esses anônimos têm tanta vergonha daquilo que escrevem que não têm corajem...
Tadinhos...

Não tenhas Médo!!!

Abraço ao pessoal

António Magalhães disse...

caro amigo anônimo, com grande alegria te dou as minhas cordiais saudações. abraço.
realmente acho que, muitas vezes as pessoas são mais espertas naquilo que pensam do que naquilo que escrevem. É sempre triste ver pessoas a quem tu deves "o maximo respeito", porque eu apenas devo o meu maximo respeito a Deus; ter posições tão bairristas. o adjectivo "fraco" não é o mais adquado para o qualificar, mas antes "fraquinho". este é um tema de interesse nacional, e aquilo que aqui se condena não é a pessoa, mas antes o pensamento. dou os meus parabéns ao Catarino, ao Nelson, e ao Julio sempre mui nobres e leais à casa de Bragança, e pessoas de elevada consciência moral que conhecem mais realidades académicas do que tu "amigo anônimo" e já conhecem mais realidades pela vivência em vários Seminários. Tu gostas do que conheces, como não conheces muito, tens de gostar... Eles conhecem, por isso comparam, analisam, reflectem, pensam, espiritualizam, e vivem o que gostam...
Amigo até à hora da Eucaristia. Fica na Paz do Senhor

Danilson disse...

Catarino, os meus parabèns! Conseguiste fazer com que as pessoas comentassem e reagissem...uns melhoes que outros..mas...tudo bem. A vida è mesmo assim! E eu que te conheço um pouco pois ja estivemos juntos na mesma sala de Teologia, sei que vais dar a volta por cima. Uma força aqui da Itàlia, especialmente neste tempo de exame.

Salcedas Duarte disse...

Uma coisa que muito prezo é a liberdade de expressão... Assim como o nosso caro Amigo P.e João António (Sim, porque é dele que se fala embora não se refira o nome), teve o direito de exprimir a sua opinião, também o colega e Amigo Fernando Catarino tem o direito de se expressar acerca daquilo que pensa.
Tratam-se de opiniões pessoais, pelas quais respondem os respectivos autores.
A Igreja propõe como pilar básico da formação sacerdotal o Seminário Diocesano, disso todos temos a certeza (bastar ler os documentos publicados), no entanto outras formas há de proporcionar essa mesma formação que como disse o P.e Joâo deve ser teológica mas também teologal. Convenhamos também que em alguns parametros essa formação teologal não é bem fornecida pelo Instituto, uma vez que não se sabe bem onde acaba o Seminário de Viseu e começa o IST, mas penso que esse déficet é de certa forma responsabilidade de todos nós, alunos e superiores que aqui nos encontramos.
Por outro lado, penso também, como alías já tive oportunidade de manifestar, que o IST pode proporcionar muito mais do que aquilo que está a proporcionar presentemente, no entanto considero-o uma grande mais valia na minha própria formação, e na de todos, porque me proporciona experiências de comunhão que de outra forma não conseguiria alcançar.
Compreendo o meu muito estimado Amigo P.e João António, que muito estimo e prezo, pois em muitos aspectos sinto o mesmo que ele... Admiro-o porque teve a coragem de dizer o que pensa, sem medos e colocou o dedo em algumas feridas que muitos teimam em não querer ver...
Aceito e compreendo a opinião do meu Amigo Fernando Catarino, uma vez que partilharia com ele a tristeza que certamente nos invadiria se o IST terminasse... Continua a não ter medo de também expressares o que sentes.
No entanto, independentemente das opiniões, temos que ter um pouco de serenidade e comoção na manifestação dessas mesmas opiniões... Penso que as opiniões aqui manifestadas não tem sido, de facto, nem as mais justas, nem as mais comedidas... Todos merecem o nosso respeito e apesar de podermos não concordar, todos têm o direito à opinião e a manifesta-la, desde que para isso não se ofendam os necessários intervenientes...
Muita calma e muita Paz...