A preguiçana Universidade

segunda-feira, 5 de março de 2007

Depois de ter lido este artigo de opinião que aparecia hoje no JN, não podia deixar de compartilhá-lo convosco....
Está sublime e diz bem daquilo que é o nosso Ensino dito Superior...A novidade é que diz-se claramente que a culpa é nossa (dos alunos), dos professores e também das próprias universidades...Interessantíssimo, vale mesmo a pena ler...
Aqui está a Hiperligação....
O autor é o escritor Francisco José Viegas.

13 Disseram...:

Uma vida... disse...

Não me espanta...beijos.

Il Consiglieri disse...

sem dúvida!!
abc

Escorpiana Explosiva disse...

Falar o que se é assim que eles pensam,temos é que fazer nossa parte e deixa que les encontre o caminho deles.

Um abraço.

disse...

Os americanos são curiosos!
A curiosidade é fundamental para o estudo académico!
Quem não tem curiosidade em saber mais, limita-se ao que diz o prof nas aulas!

Se um homem por vezes se limita-se ao que dizem os prof's nas aulas (muitos falam, falam mas não dizem nada!) estavamos feitos da nossa vida!
Viva a investigação, viva a leitura, a partilha e o diálogo!
;)

Diabólica disse...

Amigo CATARINO.

É pena, que do Estrangeiro, nós só importemos mesmo o que não presta.

A mim, o sistema de que fala o autor do artigo, parece-me muitíssimo bem, o ler mais, o ter bibliotecas abertas toda a noite...

É que eu acho que, realmente, em portugal se lê muito pouco, e o espírito universitário é mais, estudar na véspera, tunas, saídas, bebedeiras, etc.

Não estou com isto a dizer, que tb n é saudável q se vá sair e beber uns canecos, mas n pode ser só isso.

No sentido do autor, nós não temos um verdadeiro "sentido" de universidade, basta veres aquelas pessoas q se passeiam por lá 12 anos, quando o curso são 5.

òbvio, q n estou a incluir aqui os trabalhadores-estudantes, nem pessoas c dificuldades de aprendizagem.

Concordo, que o nosso sistema de ensino, deveria levar uma restruturação.

Beijinhos

Anónimo disse...

Tudo verdade.
Mas não basta reflectir. É tempo de inflectir.
A paixão pela leitura é a chave da mudança.
Tu, Bom Amigo, és um bom espécimen dessa paixão.
Abraço no Senhor
Teu
Padre João António

Luis disse...

A mim parece-me óbvio que as razões de isto ser assim: o valor que se dá às coisas. Claro que podemos falar que "os jovens já não se dedicam à leitura" e um outro monte de razões fáceis (ou seja, acusar os outros), mas, para mim, a razão é o sistema público de ensino que nos leva a isto.

O que acontece é que quem vai para estas universidades (americanas) tem que pagar (e bem) os seus estudos!!! Isto implica que as pessoas vão-se esforçar para conseguir acabar o mais rápido possível o curso, que representa um esforço financeiro considerável. E mais, nos EUA é normal os alunos trabalharem para pagar o próprio curso. Mais uma razão para "apressar a coisa"! Ainda outra (que é uma coisa impensável para a mentalidade dominante de funcionário público (que me desculpe a minoria de funcionários públicos que trabalham por 4 dos outros e recebem um salário miserável!)) existem semestres de Verão em que os alunos podem fazer cadeiras. Não, não estou a falar de cadeiras em atraso, estou a falar de metade de um semestre normal, ou seja, adiantar cadeiras para acabar o curso mais cedo.

Onde eu quero chegar é: Ou se incute nas pessoas uma cultura de esforço e de trabalho ou então continuamos com a cultura de chico esperto onde quem consegue "sacar uns tostões" sem fazer nada é que é o herói.

Anónimo disse...

Meu Caro Catarino:
Tenho lido os teus Blogs, com especial atenção; Sobre a Preguiça na Universidade, gostava de dizer que ela, a preguiça, é responsável por por muitos males na Sociedade que nos envolve; porque não há preguiça apenas na Universidade; ela está nas mais variadas instâncias do tecido social.
Por isso, eu acho que ela é a grande responsável por tanta gente posta na margem. É que a preguiça esconde o enorme campo das omissões, onde se albergam as injustiças e o esquecimento dos mais frágeis. O não fazer é sempre o mais fácil, porque não nos compromete.
A que se devem tantos jovens sem futuro? A que se deve, em boa parte, o mundo das dependências? A que se deve, em elevada percentagem, a dita marginalidade, o isolamento, o suicídio físico ou moral? A resposta não estará , em boa parte, nas nossas preguiças pessoais, sociais, comunitárias?...
Frente ao tanto que há para fazer e, sobretudo para Amar, não pode haver espaços para as preguiças, nem para as "noites sem estrelas!", nem para as noites sem sono, onde se podem albergar os desânimos ou os "sonhos" sem consequências ou de possíveis resultados funestos. Nós estamos do lado da Esperança; sobretudo nós, que temos Fé, que sonhamos Futuros, que... fazemos Retiros...Sobretudo TU, que acreditas no Outro, que está sempre aí de Mão forte e a dizer:"Não tenhas medo; sou Eu".
Um abraço amigo; e os amigos estão sempre por perto!
Ao dispor e boa Paz para Mirandela/Bragança, Viseu e Guarda.
Padre João Gonçalves.

Catarino disse...

Querida PAula, é verdade, já não espanta muito, mas vale a pena sermos confrontados com isso....Beijo

Il Consiglieri Obrigado pelo comentário e por teres passado por aqui, espero vr-te mais vezes...

Querida escorpiana, é sempre bom trmos uma opinião vinda do outro lado do Atlântico...Obrigado...
Beijo

Né, realmente a curiosidade é muito boa neste caso...Nós temos demasiado mas por outras áreas menos importantes...

Amiga Diabólica, de facto tens razão em tudo que dizes, sem dúvida que os copos e o convívio são importantes, por isso o autor refere que eles se juntam a sexta para jogar futebol, mas devemos passar para a próxima fase e não nos ficarmos por ai....
Beijo grande

Catarino disse...

Amigo pe. João António, fico lisongeado com essa sua observação, é verdade que gosto de ler, mas podia ler muito mais...Se não fosse a perguiça...
Muito obrigado e tenho ficado muito contente com os seus habituais comentários....
Um abraço...

Caro luis, é bem verdade aquilo que dizes, e o português tem a mania de se armar em chico esperto...
Gostei do teu comentário, espero ver-te mais vezes por cá...
Abraço

agua_quente disse...

Uma análise interessantíssima.
Nestes 2 anos do Gato na Paisagem, obrigada pela tua presença assídua e amiga .
Beijos

elsa nyny disse...

Olá Miguito!!!
È necessário mudar as coisas, talvez.....e se fosse só a perguiça na universidade...ui! Há por aí tantas perguiças escondidas... há até quem tenha perguiça interior...

Tudo de bom!
Muita Força!
Bj

Flôr disse...

Há tantas e tantas preguiças!!!.. mas o pior... é quando a preguiça ataca a alma!!!!

Beijinho florido e com cheirinho a Primavera!

Flor :)